sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Confuso, bem confuso mesmo.

Não sei, essa coisa de distância me deixa sempre muito confusa, me deixa sempre com incerteza, com certa angústia. Não sei, deve ser porque eu não posso estar presente, deve ser porque eu não sei o que estão fazendo e deve ser porque eu nunca sei, se eu realmente tenho muito valor, assim, tão longe.

Saudade.

1. Lembrança nostálgica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de tornar a vê-las ou possuí-las;

Nostalgia. Nostalgia pra mim não é uma coisa muito boa, e nostálgica e ao mesmo tempo suave, é bom ou ruim?

Desejos de tornar a vê-las ou possuí-las, deve ser por isso que saudade traz também certo ciúme. Porque se você não pode vê-las, você certamente não as possui. E ter a certeza de que alguém, que não é você, possuí, realmente traz um aperto e uma certeza de que você, não pode fazer nada e muito menos tê-la, ou não?

Se

bem que, o verbo ter, não precisa muito de presença. Às vezes se tem com o coração. Ter, também é uma coisa meio possessiva, um pouco egoísta até, eu diria.

Definitivamente, ter saudade dói. E só se tem por aquilo que se ama, que se quer bem.

Às vezes é muito confortante saber que as pessoas se lembram, sei lá. Por mais que sentir saudades não seja assim uma coisa tão boa- bom mesmo seria, se vivêssemos na pangéia- mais ter sempre certeza que há realmente sentido na palavra saudade, é de todas as formas, muito bom.

E um tanto quanto confusa, eu diria. - É, não esta muito claro, nem pra mim, muito mesmo pra vocês. Eu acho.

Um comentário:

Larissa ou Lara; disse...

Liiii!
Eu tbm ADORO quando você resolve escrever, mesmo que os textos não fazem muito sentido..huahauas
mentira li, eu entendi oq vc diz aqui.
a saudade as vezes machuca e isso é bem ruim. =/

mas hj o dia vai ser bom (boliche) anima esse astral! trate de acender!
te amo gata. muito.