segunda-feira, 28 de junho de 2010

As vezes parece até, que a gente deu um nó - Lenine, pra poder começar, ou então continuar talvez até mesmo, estancar. porque assim parece. parece que nada mudou, eu estou no mesmo ponto, porque? As coisas mudaram, as pessoas se foram, eu me fui, mais porque eu insisto em parar de correr? Minhas pernas se movem com freqüência, mais é como se eu estivesse em uma esteira de academia, correndo, mas sem sair do lugar.
o mudo lá fora gira, mais o meu giro não acontece.

3 comentários:

Má Straci disse...

o seu giro vai chegar, meu amor.
a roda é viva e ela gira.

C disse...

O novo design do seu blog ficou maravilhoso. E afasta pra lá essa aquietação que no fundo me parece uma tristeza, viu? Quem põe essa vidinha pra frente é você mesma, viu? Logo eu chego ai, viu? Quer que eu te dê a mão?

BLOG DO PROFEX disse...

Avassalador!
Grande Abraço!