terça-feira, 8 de julho de 2008

E ninguém dirá que é tarde demais [2]

Sorriso de orelha a orelha.
Mais sem maiores esperanças, sem maiores entusiasmos.
Se for arrependimento, saudade, o que for, parece que algo está mudando, de novo.
Não sei realmente de que forma e nem se é verdadeiro.


E de tudo ainda restam três coisas..a certeza de que estamos sempre começando,a certeza de que é preciso continuar e a certeza de que seremos interrompidos antes de terminar, e talvez ainda não tenha terminado, não é mesmo?

Um comentário:

Caaa :) disse...

Eu direi, eu direi mil vezes:


é tarde demais.